sábado, 7 de julho de 2018

Copa do Mundo 2018 - O Brasil de Tite deixa a desejar no mundial


Copa do Mundo 2018 -



O Brasil de Tite deixa a desejar no mundial  

Por Giliarde Maciel Feitosa
07 de julho de 2018

A Copa do mundo de 2018 teve o Brasil do técnico Tite deixando o mundial de forma precoce. O técnico Tite pela primeira vez esteve em um mundial e o mundial já deixa claro o alto nível de atletas que estão a disputar a competição de maior nível técnico do planeta pois reune os melhores jogadores de cada seleção de seu país em tese, Tite cometeu erros que em um mundial não se pode cometer algo que já foi escrito e debatido neste canal de comunicação aos caros leitores muito antes do mundial se iniciar, o primeiro erro de Tite foi levar jogadores de sua confiança na convocação final, seleção independente do segmento profissional tem que se levar os melhores independente se é ou não de sua confiança jogadores como Cassius, Fagner, Fred, Taílson são bons jogadores mas longe de serem os melhores que poderiam ajudar o Brasil a vencer o mundial as escolhas de Tite na formação dos 23 jogadores no elenco final do mundial faltou um goleador nato como Ricardo Oliveira que nos momentos decisivos chama a responsabilidade e tem o faro do gol em seu DNA ou outro jogador que tenha o DNA de gol na veia para nos momentos de necessidade ser utilizado, opções defensivas na bola alta seria Fabinho ex-Mônaco que atualmente está no Liverpool assim como o melhor jogador da América Luan meia atacante e Arthur ambos do Grêmio assim como Marcelo melhor goleiro da América são jogadores que estavam prontos para brilhar não significa dizer que estes seriam a solução para a conquista do Scudetto mas seriam peças mais importantes do que os que foram e nem utilizados acabaram sendo. Tite cometeu outro pecado capital apostar em um esquema tático engessado que estava deste a primeira partida do mundial fora da condição ideal para conquista do Scudetto o esquema tático 4-5-1 utilizado pelo Brasil com Paulinho como meia defensivo deixou o Brasil sem recomposição defensiva adequada e que tava total campo ao adversário e quando a seleção brasileira começasse a enfrentar oponentes de melhor qualidade técnica estes erros seriam cruciais para a eliminação do Brasil e foi exatamente isto que aconteceu frente a Bélgica nas quartas de final do mundial, um terceiro erro de Tite foi apostar em jogadores que não tinham bom desempenho em sua funções Jesus por exemplo o atacante bom taticamente mas em termos de gol e assistência que se exige de um avante não pisou o pé no mundial, o lateral Fagner nulo pelo setor direito, Paulinho irresponsável taticamente o que bagunçou o time nos momentos cruciais defensivos estes erros do Brasil de Tite somados a falta de brilho no jogo decisivo de Neymar, Coutinho e William e uma leitura tática melhor sobre a Bélgica não subestimando as forças do oponente foram cruciais para o Brasil ser derrotado pela Bélgica por 2 a 1 e dar adeus ao mundial. Assim como foi dito por este meio de comunicação aos caros leitores antes do mundial que independente do resultado o técnico Tite teria que continuar a frente da seleção brasileira reafirmamos o que dizemos anteriormente o técnico Tite tem que continuar a frente da seleção brasileira por mais um ciclo de 4 anos pois o ser humano de uma forma geral é falho e a seleção brasileira como um todo falhou nos momentos decisivos de um mundial e como forma de maturação de uma geração os erros cruciais desta eliminação não serão cometidos pelo técnico Tite em um novo ciclo de mundial assim esperamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por E-mail